meios-de-pagamento-para-o-seu-e-commerce

Meios de pagamento para o seu e-commerce

Se você tem ou trabalha com lojas virtuais, sabe o quanto é importante para suas vendas que os meios de pagamento para o seu e-commerce sejam rápidos, seguros e eficientes – sem encarecer muito seu custo operacional. Um ponto vital para alcançar o sucesso online é fazer com que seu cliente tenha uma boa experiência de navegação em sua loja virtual – e dessa experiência faz parte o “check-out”. Isso significa fazer a escolha certa entre gateway, integração direta com adquirente ou intermediadores de pagamento e o investimento em sistemas de segurança e anti-fraude. Além disso, o leque disponível de formas de pagamento deve ser muito bem avaliado.

Devido à importância do tema, hoje falaremos mais sobre essas ferramentas que, se bem utilizadas, garantirão a continuidade e sucesso do seu negócio virtual.

Quais são as formas de pagamento disponíveis para o seu e-commerce?

Intermediadores de pagamentos: ideais para quem está começando e não tem muito experiência com a gestão e fluxo de caixa de uma loja virtual. Os intermediadores retiram boa parte da burocracia das costas do empreendedor, já que eles assumem os contratos junto aos bancos e empresas de cartão de crédito. Isso quer dizer que, no momento em que seu cliente finaliza o pedido, ele será redirecionado para o site do intermediador (como o PagSeguro, por exemplo). O bom de trabalhar com essas empresas é que você consegue aceitar praticamente todas as bandeiras de cartão de débito e crédito e métodos alternativos, como o Paypal e o boleto bancário. O lado ruim é que por este trabalho, os intermediadores costumam cobrar taxas altas a cada transação realizada por meio de suas ferramentas. Apesar disso, não costumam ter custo de adesão para lojistas.

Gateways de pagamento: o gateway de pagamento é, basicamente, a máquina de cartão do mundo online. Ao adquirir esse serviço, você não precisará mais redirecionar o cliente para outro site já que o pagamento será feito na própria loja virtual, através da rede selecionada pelo cliente (Redecard ou Elo, por exemplo). O gateway faz a ponte com o banco para verificar se há saldo disponível e, em caso positivo, autoriza a conclusão da compra. O método proporciona um melhor controle das vendas se comparado ao sistema de intermediador, mas há um ponto negativo: é preciso que você faça cadastro em todos os bancos e financeiras dos quais deseja receber pagamentos e isso pode demorar um pouco. Apesar de taxas atraentes por transação, os gateways costumam cobrar anuidade e ativação.

Integração direta com adquirente: no caso de integração direta com o cliente, não há taxas a serem pagas pelo lojista, apenas as cobradas pelas operadoras de cartão. O custo fica a cargo da implantação do sistema, que faz com que a própria loja virtual analise se o cartão utilizado no pagamento possui crédito ou se a conta vinculado ao cartão de débito possui saldo. Esse tipo de check-out é indicado para quem tem como investir em um bom suporte técnico e em segurança, nosso próximo tópico.

Sistemas Anti-fraude e Segurança

São necessários investimentos neste tipo de sistema para quem opta por utilizar gateway ou integração direta, já que no caso de intermediadores, são eles quem assumem o risco da transação.

Os sistemas anti-fraude são importantíssimos para a prevenção de golpes, como compras com cartões clonados ou roubados, compras entregues que o fraudador alega não ter feito e até mesmo compra de terceiros que utilizaram o cartão sem que o dono soubesse da transação. A tecnologia dos sistemas anti-fraude permite mapear vendas online realizadas com cartões. Algumas das principais empresas neste ramo são FControl, ClearSale e ZipCode.

Já os protocolos de segurança são necessários para proteger os dados de seus clientes da interceptação por pessoas/programas mal intencionados. O SSL (Secure Socket Layer) protege todos os dados preenchidos por seu cliente no ambiente da sua loja virtual e o Scan de Aplicação e IP analisa vulnerabilidades e aponta o que deve ser corrigido na segurança de seu e-commerce.

Formas de pagamento para o cliente

Quanto mais formas de pagamentos forem oferecidas, maiores serão suas chances de fechar negócio e aumentar a taxa de conversão. Lojas que possuem ao menos 4 formas de pagamento possuem conversão bem mais alta do as que possuem menos. O importante é fechar boas parcerias para tornar possível os mais diversos tipos de pagamento em seu ambiente virtual.

Fonte:  ecommercebrasil.com.br